29, 30 e 31 de março de 2008 - quinto, sexto e sétimo dia

Hoje escreverei com a letra verde pois quero confirmar minha esperança...

O enfermeiro Chico (um amor de pessoa), veio me entregar um papel que dizia assim: 27 x 4 = 108 e 108 x 4 = 432. "Sabes o que é isto, Letícia? É o total de cápsulas que estás tomando de quimioterapia. Em toda a tua vida já havias tomado este número de remédios?". Juro que fiquei sem respostas. É muita baga prá um corpo só! rs.. Mas é o protocolo, tenho que tomar e nem pensar. Faço um montinho com a máo, enfio na boca e largo água. Um monte de água. E sei que eles váo se espalhando e fazendo a festa dentro do meu corpo. Mas relembrei a ele que tomo mais 3 compridos diariamente, um em jejum, o omeprazol, e mais dois , clonazepan para dormir e evitar convulsóes. Portanto, 3 x 4 = 12 x 4 = 28 + 432 = 460. APENAS! rs... Ele até me deu dois beijos porque rimos juntos. O segredo desta unidade TMO é cada um que trabalha aqui. O Chico sorri o tempo todo, faz questáo de oferecer carinho quando sente a gente prá baixo. E quando se vê impotente para tal, chama ajuda. Deus deve ter caprichado muito quando o gerou!

Posso garantir que náo estou sentindo efeitos colaterais. Nem enjôos, nem falta de apetite, nada. Estou ligada a dois frascos de soro contiuamente, e carrego o "cachorrinho"prá lá e prá cá. De vez em quando, eles colocam um remédio dentro do soro e glicose, talvez para evitar enjôos, náo perguntei. Mas estou numa super dosagem de medicaçao, isto eu estou. Mas confirmo que continuo inteira...


Tenho uma confissão: hoje acordei muito triste. Triste...Acordei pingando (com os olhos, bem entendido...rs..). Chorei de dar dó em mim mesma. Queria a Nanda, a Ju e o Rô, perto de mim. Queria o Jorge me abraçando forte. Os meus pais olhando para mim. A Tetê, a Bea, a Vera, a Isabel, o César e todos os seus agregados, por perto. Minhas amigas. Minha cama, meu cantinho. Tudo o que náo tenho aqui. Senti uma solidáo danada. Dolorida... Olhava para o café, o páo, e nem conseguia engolir. Daí fui para o banho e larguei o choro. Náo sei se caía mais água do chuveiro ou dos meus olhos! Chorei tanto que fiquei toda vermelha e náo havia quem náo se impressionasse quando me via. Recebi beijos,abraços e muito carinho. Logo que a Cintia soube, veio correndo e ficou agarradinha comigo. Náo disse nada, apenas me abraçou. Foi mais que suficiente....

Só fiquei triste quando vieram me chamar - mais ou menos uma hora depois, dizendo que ela estava em prantos. Havia recebido a notícia de que precisa receber mais quimio, no sábado e isto atrasará sua volta para casa. Ela tem linfoma de Hodgkin (?). Tem apenas 22 anos e parece uma criança... Adotei-a como filha pois tem a idade da minha Ju. Rezem por ela, quem quiser. Ela continua toda amontoadinha na cama, toda chorosa. Prometi que vou procurar um site de piadas prá gente rir um pouco...

Agora duas notícias boas:

1. Ontem recebi a visita do Vilmar Braz, de Blumenau. Veio fazer imposiçao de máos e rezar por mim. Foi maravilhoso! Me disse coisas lindas, divinas e me deixou iluminada. Me deixou um presente especial (segredo), que deve me acompanhar pro resto da vida. Garantiu que já estou curada e terei um belo futuro pela frente. Foi um presente inesquecível, a sua vinda...

2. Hoje pela manhá, a Tetê ligou toda eufórica dizendo que recebeu uma ligaçao da irmá Maria Clara, da ordem das irmás clarissas. Disse que esta freira nunca liga para ninguém, fica recolhida em sua clausura rezando para os que pedem. Preciso dizer mais alguma coisa? Náo estou mesmo abençoada e iluminada?

Agora preciso encerrar mandando um recado para a d. Ivete, amiga que amo muito. O seu mano Carlinhos partiu ontem. Foi para a eternidade. Imagino o tamanho da dor que ela, os filhos dele, sua esposa, seus irmáos e parentes, e amigos, estáo sentindo. Mas ele está lá num lugar mágico, onde náo há dor nem tristeza. E vai nos guiar com sua bondade e ternura, características suas.

Ivete: chora bastante porque alivia a dor. Reza bastante porque ajuda a ti e a ele. Mas nunca te esqueças de que um dia será a nossa vez, e o reencontro será uma festa! Te amo. Sinto por demais, muito mesmo, de náo poder te abraçar. Mas ofereço a minha dor (quando tiver) pela tua dor. E assim poderás ficar mais aliviada. Beijos, querida. Fica com Deus...Tudo passa!

Beijos, amigos. Vou almoçar, tomar as 27 baguinhas, mais o sossega-leáo e vou dormir...

Amo vocês...








2 Comments:

IVETE said...

tou aq

IVETE said...

Querida amiga Leticia
Acabei de ler as noticias pelo blog,e fico mto feliz em saber q estás inteira,o q nada me surpreendeu,pois eu sei q vindo de ti tudo de bom acontece.
Qto a mim,quero te dizer q estou bem,mas q foi uma dor enorme e q ñ quis questionar o porq disso tudo.Acho q Deus estava precisando de um médico do esporte
por lá...kkkk
Estou tranquila,pois tenho q tocar meu barco,e tbm rezar pra Deus por ti pra tudo sair ÓTIMO e RÁPIDO.
Beijos da amiga Ivete
Amanhã volto aq!!!!!