18/12 -sexto dia

Hoje foi o meu último dia de quimio. Retiraram as máquinas exatamente às 17 horas, nossa que alívio! Como dormia quase o tempo todo, nem lembro direito dos efeitos que deram. Lembro que tive muita enurese e encoprese, precisando até de fraldas...Ui. Da alergia, do inchaço no corpo, dos enjôos (pela primeira vez fui as vias de fato), náuseas, mas náo lembro de dores fortes, incômodos, ou coisas prá reclamar. Foi tranqüilo passar por mais esta etapa, graças a Deus... Pensava que seria muito pior. Pelas treze horas, acordei. Parecia sair de um sono profundo. Me arrumei bonitinha pois teria uma visita importantíssima: minha máe de 81 anos tinha se produzido todo (cabelos, unhas, roupa nova) e resolveu vir me ver. Nossa... Quase nem acreditei na notícia, pensei que era efeito da loucura que se estabelece na nossa cabeça nos momentos que se recebe tanta droga... Mas ela entrou pontualmente no horário da visita e trocamos um grande beijo e abraços. Como é bom! Agradeço a Deus este presente... Ela está lúcida, linda, carinhosa, falante e muito confiante em tudo o que ouve e vê. Garanti a ela que estou me sentindo muito bem, mostrei o quarto (estou internada num quarto para duas pessoas, e a outra paciente é que está em pior situação de todos os onze pacientes da unidade, pois teve complicações após o transplante.). Ela entendeu e disse que já vai rezar para que eu náo passe por estes momentos ruins... Tenho muita fé de que tudo acontecerá bem comigo, rezo muito, por mim e pelos outros doentes... Depois da máe, entrou a Jú rapidinho e ficamos nos curtindo carinhosamente, com palavras e atitudes de amor. Amo muito meus filhos, náo consigo me imaginar distante deles por um só instante, mas sei que este momento é necessário para o crescimento de todos. Todos nós estamos aprendendo a ver a vida com outros olhos...
Quanto ao tratamento, agora é seguir em frente. Minha imunidade vai cair, precisarei de muitas plaquetas e hemácias. Torço pelos voluntários que me ajudem, meu sangue é tipo O positivo e as doaçoes podem ser feitas no Hemosc de Florianópolis, em meu nome (ou qualquer outro Hemosc, que troca com o daqui). Os enfermeiros e toda a equipe sáo anjos da guarda. Estou muito bem assessorada e cuidada. Nada me falta... Rezem por mim e por todos os doentes, nunca se esqueçam que a gente nem imagina como o nosso corpo é frágil....até amanhá, se Deus quiser. Ele há de querer...

0 Comments: