Dia 13 (13 dias após o término da quimioterapia)

Novamente a Letícia pede que eu (Tetê, irmã da Letícia) atualize o seu blog. Cheguei às 9h15min e encontrei a Leleca um pouquinho abatida. Ela estava com febre e pressão baixa. A Dra. Mary Ann alterou a medicação (antibiótico). Também prescreveu "noradrenalina" para regularizar a pressão da Letícia. No momento, a Leleca parece uma árvore de natal, há nada mais, nada menos, que oito penduricalhos nela (sôro, glicose, 1 bolsa de hemácias, antibiótico, dramim, além de duas maquininhas, uma para monitorar pressão e coração e outra semelhante àquelas de quimio, para medir a intensidade da entrada/gotejamento da "noradrenalina").
Agora é meio-dia e ela parece um pouquinho melhor. Sua pressão saltou de 8/6 para 10/8. A febre cedeu um pouco.A equipe de enfermagem não sabe o que fazer para melhorar o estado de saúde (física e mental) da Letícia. Elas são competentes, carinhosas e enraçadas. O fato de a Enfermagem ter liberado acompanhantes para a Letícia parece ter deixado ela mais tranquila. A propósito, se ela realmente estivesse sem acompanhante nesse momento, as coisas não funcionariam muito bem, pois está fraquinha...No momento (12h03min), a pressão se estabiliza em 11/7 e a temperatura está em 37,2 graus.Ela continua sem apetite. Tenta, mas sem muito êxito, tomar um pouquinho de "nutridrink" (complexo nutricional). Reclama ser muito doce. Ontem, acabou vomitando após tomá-lo.
Mesmo nesse quadro, a Leleca continua com a sua fé inabalável, crente que em breve estará totalmente curada... Continuemos a rezar. Daqui a pouco, insiro mais notícias. Beijos a todos, Tetê.

0 Comments: